DESENHO ROTEIRIZADO




Histórias Roteirizadas

 

A história roteirizada ela se baseia basicamente na composição e pesquisa do desenho em si.

Vamos ver alguns pontos:

1- Qualquer pessoa pode fazer um desenho roteirizado.

2-Precisa ter paciência e um censo observador, o cuidado de captar a necessidade da pessoa com TEA.

3- Os desenhos precisam ter um objetivo pois vão ajudar a construir e desenvolver a autonomia da pessoa com TEA.

4- O desenho tem a função de auxiliar a pessoa com TEA na execução de algumas tarefas do dia a dia , e também no controle emocional em situações especificas.

Quais problemas eu consigo resolver com o auxilio do desenho roteirizado?

São perguntas que devem estar sempre em nossa mente então vamos lá!

1- Cada desenho roteirizado vai lhe dar com uma situação especifica individualmente.

2- Não pode ser confuso, tem que ser claro e objetivo.

3- Qualquer situação pode ser ilustrada em um roteiro que o ajude no seu dia a dia .

 

 

O que você vai precisar?

  •  CADERNO- Registre tudo , a vida da pessoa que vamos ajudar, o caderno será seu guia seu amigo nesta trajetória, nele você ira registrar a FICHA DO PERSONAGEM, sua personalidade e rotina ex:

Boné,calça curta, chinelos trocados etc…

Porque é tão importante esta ficha técnica do personagem?

Para que ela se identifique , pois é isso que faz o desenho roteirizado ser tão eficiente, ele precisa se enxergar no próprio desenho, você precisa ter um olhar de cientista.

Linguagem a ser utilizada:

1- Composição -caderno .

2- Roteirização – preparação do desenho.

3- Texto sempre em primeira pessoa ( eu faço, eu digo,eu vou) sempre será a pessoa com TEA.

4- Linguagem- simples e objetiva.

5- Os comandos da linguagem tem que ser objetivos e universais para que não aja confusão na mensagem que você quer passar.

6- Vocabulário- utilize o vocabulário da pessoa com TEA , ele precisa se reconhecer tanto visualmente como textualmente dentro do roteiro.

7- Cores- as cores não devem ser beirantes , precisam ser discretas estas são as ideais, para que não a já um desconforto visual

8- Tamanho- os quadros precisam ser do mesmo tamanho, pois eles precisam fazer sentido, o tamanho do quadro se conecta com a formação de padrão de uma pessoa com TEA

9- Narrativa- é muito importante que a narrativa siga a sequencia dos quadro para que ele entenda e siga se organizando no seu dia dia.

10- Quando se trabalha individualmente, o melhor a se fazer é personalizar com simplicidade e atenção individual, perceba as características da pessoa que vai utilizar o desenho para melhor ajudá-la.

12- Quando o trabalho é feito com muitas crianças ou seja em um consultório, terapia ou em grupo os desenhos roteirizados devem ser trabalhados por gênero .

As calhas

 Calha- a calha imprimi o ritmo a leitura , a calha é muito importante pois em um apessoa tipica a calha possivelmente só seria reconhecida em um segundo nível de consciência em uma pessoa com TEA isso acontece de forma diferente , a calha é reconhecida no primeiro nível de consciência , por isso é importante este espaço da calha , tudo precisa ter sentido.

Vou deixar este exemplo de desenho:

Vamos tentar!

Se você é pai ou mãe de uma criança com autismo ou tdah, ou com outro transtorno que precise utilizar estes desenhos roteirizados , saiba que você conhece seu filho melhor do que qualquer psicologo ou psiquiatra , e você não precisa ser nenhum super desenhista para entender a sequência dos desenhos , procure a dificuldade dele , siga as orientações acima e faça o seu melhor , claro que com muito amor e paciência .

Eu conheci este tipo de desenho buscando por alguma ilustração na internet que me ajuda-se a fazer um quadro de rotinas para minha filha no site autismo projeto integrar foi onde conheci esta técnica do desenho roteirizado, lá eles fazem este trabalho e disponibilizam alguns desenhos gratuitos para baixar , caso você não consiga criar seu quadro você pode baixar neste site eu recomendo .

Imara Andrade

Mãe